sábado, 16 de setembro de 2017

A “Quadrilha” do PMDB

Rodrigo Janot contabilizou 22.971 mensagens e telefonemas trocados entre os integrantes da Orcrim do PMDB entre 2012 e 2014, destaca Marco Grillo, no Globo, após parafrasear o poema “Quadrilha”, de Carlos Drummond de Andrade:
“Geddel [Vieira Lima] ligava para Henrique [Eduardo Alves], que trocava mensagens com Eduardo [Cunha], que procurava Eliseu [Padilha], velho conhecido de Moreira [Franco] e ex-colega de Rodrigo [Rocha Loures]— o mais novo da turma e que já não fala mais com ninguém.
Geddel foi preso na Bahia; Henrique, no Rio Grande do Norte; e Eduardo, em Brasília. Rodrigo precisa se recolher à noite, mas Eliseu e Moreira ainda estão no Palácio — apesar de terem sido citados por Lúcio [Bolonha Funaro], que ainda não tinha entrado na história.”
Orcrim também é cultura.
O Antagonista


Robson Pires

0 comentários: