quarta-feira, 26 de julho de 2017

Governo prorroga prazo de saque do FGTS inativo até fim de 2018

R7

Decisão vale apenas para quem comprovar que não pôde cumprir prazo inicial

Prorrogação valerá para "casos de comprovada impossibilidade" de comparecimento para saque
Prorrogação valerá para "casos de comprovada impossibilidade" de comparecimento para saque Marcos Santos/USP Images
O presidente Michel Temer editou decreto nesta quarta-feira (26) que prorroga até o fim de 2018 prazo para o saque das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço) para aqueles que comprovarem a impossibilidade de comparecimento para sacar os recursos dentro do prazo inicial, que se encerra na próxima segunda-feira (31).
De acordo com o texto do decreto, divulgado pelo Palácio do Planalto, a prorrogação valerá para os "casos de comprovada impossibilidade de comparecimento pessoal do titular da conta vinculada do FGTS para solicitação de movimentação de valores, o cronograma de atendimento".
Ao autorizar o saque das contas inativas do FGTS, o governo estimou que a liberação tinha o potencial de movimentar cerca de R$ 40 bilhões na economia.
No último dia 24, a Caixa Econômica Federal, responsável pela administração do fundo, informou que já havia pago R$ 42,8 bilhões em saques de contas inativas do FGTS, equivalente a 98,3% do montante possível de retirada.
O banco estatal afirma que o número de trabalhadores que sacaram os recursos chegou a 25,3 milhões, ou seja, 83,73% das 30,2 milhões de pessoas beneficiadas pela medida. Com isso, ainda restam R$ 800 milhões disponíveis, que pertencem a um grupo de 4,9 milhões de brasileiros.
Podem retirar os recursos inativos do FGTS todos os trabalhadores que tiveram contratos de trabalho encerrados até 31 de dezembro de 2015.

0 comentários: