sexta-feira, 10 de março de 2017

Goleiro Bruno deve assinar com novo clube nesta sexta-feira; veja qual é o time

 


Por iG São Paulo


Ao que tudo indica, o goleiro Bruno não ficará desempregado por muito tempo depois de ser solto da prisão no último dia 24 de fevereiro. Segundo o seu advogado, Lúcio Adolfo, o jogador de 32 anos de idade deverá assinar contrato com um novo clube até sexta-feira.

"De hoje (quinta-feira) para amanhã (sexta-feira) o contrato já estará assinado. Eu não vou dizer o nome do clube porque me comprometi em manter segredo, não posso falar nada. Mas, assim que tiver tudo certo, vamos dar os detalhes", disse o advogado do goleiro Bruno em entrevista ao jornal "Extra".

O destino de Bruno deve ser o modesto Paduano, de Santo Antônio de Pádua, município do Rio de Janeiro, que vai disputar a Série C do Campeonato Carioca a partir do mês de julho. O presidente do clube, Adilson Faria, confirmou as negociações. "Não vejo isso como marketing, vejo pelo lado do grande goleiro que ele é e a chance de recomeçar na vida. A torcida está dividida, mas os que torcem para o Flamengo estão apoiando a contratação. No primeiro momento, houve rejeição mas iremos trabalhar para afastar essa desconfiança", disse ao "Dia".
Leia também: Bruno chora de alegria com liberdade e já tem propostas para voltar ao futebol

"Houve interesse das duas partes. O contrato atualmente está na fase de viabilização. O advogado do jogador que está entrando em contato com juridico do nosso clube para acertar os detalhes", contou Adilson Faria. "A parte financeira ainda não foi fechada. Mas não seria um problema já que temos uma boa condição financeira. Temos alguns patrocinadores. Claro que teremos que fazer um esforço para contratá-lo", finalizou o presidente.

Outros times mencionados como possíveis destinos do ex-jogador do Flamengo foram Betinense, de Minas Gerais, e Bangu, do Rio de Janeiro, mas as diretorias desses clubes já desmentiram qualquer negócio com Bruno. "Já até acertamos com outro atleta. Fizemos uma sondagem e não recebemos resposta”, explicou Júnior André dos Santos, do clube mineiro, em declarações ao "Tempo".


O caso Eliza Samudio


O ex-jogador de Flamengo, Corinthians e Atlético-MG foi condenado pela Justiça mineira, em março de 2013, a 22 anos e 3 meses de reclusão, sendo 17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado — por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima — , a outros 3 anos e 3 meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado e ainda a mais 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver.

A pena foi aumentada porque o goleiro Bruno foi considerado o mandante do crime, e reduzida pela confissão do jogador. Ele cumpriu pouco menos de 7 anos. Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do atleta, de quem foi amante. Na época, ele era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.
Fonte: Esporte - iG 

0 comentários: